quinta-feira, 26 de julho de 2012

Feliz aniversário, Mick!

Mick Jagger - Foto: Google

Sir Mick Jagger nasceu no dia 26 de julho de 1943. O vocalista dos Rollings Stones completa hoje 69 anos. Jornais do mundo inteiro estão noticiando a idade nova do velhinho roqueiro. 
Sir Mick Jagger, nascido Michael Philip Jagger, é uma das figuras mais importantes da história do rock. Uma das vozes mais poderosas da música, Jagger continua na ativa com o "Rolling Stones" com a mesma energia e carisma que o consagraram na década de 1960, quando era considerado um ícone de sua geração. Jagger era o astro favorito da maioria dos jovens que viveram na revolução cultural de sua época, seja pelo comportamento ousado no palco, sua marca-registrada, ou pela quantidade de vezes que sua vida pessoal era notícia nos jornais britânicos. 
Mick Jagger - TopNews.In


Muitas notícias reforçam o seu passado de escândalos sexuais e  a sua lista de conquistas amorosas, como já era de se esperar de uma sociedade machista e sexista. Não é o que faremos. A proposta do post é realçar que envelhecer faz parte da vida das pessoas e que a idade não é necessariamente um limite para se viver bem. O vocalista está há 9 anos na  chamada "Terceira Idade" -  embora a geriatria considere  que somente aos 75 anos uma pessoa alcança essa fase da vida. Lidar com a passagem do tempo e os sinais de envelhecimento não é fácil para a maioria das pessoas.Cremes, dietas, botox,  ácido retinoico, preenchedores, cirurgias plásticas, silicone e maquiagens de resultado imediato são algumas das alternativas estéticas apresentadas para conter o envelhecimento, como na reportagem da Revista Marie Claire, O Feitiço do Tempo - quantos anos você me dá?. Parar o tempo é um desafio possível, dizem alguns comerciais de produtos de beleza e anti-rugas. Será mesmo? Pessoas com expressão facial enrijecida, sorrisos plastificados e sonhando  ter vinte, trinta anos a menos do que a sua idade real. Bom, eu ainda prefiro olhar para o meu rosto no espelho e me reconhecer nele. Feliz aniversário, Mick Jagger. Muitos e saudáveis anos de vida!

video
Leia também:

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Me deixa gozar, me deixa gozar

Jane Fonda (Imagem: Google)
Jane Fonda está com 74 anos e em seu quarto matrimônio. A atriz, escritora e ativista política falou em entrevista sobre o atual momento em sua vida, relatando alguns detalhes sobre o seu casamento com o produtor musical, Richard Perry, de 70 anos. 
Segundo a matéria, Jane Fonda conta que o seu atual companheiro lhe dá coisas que nenhum outro lhe deu, como você pode ver no link: Jane Fonda diz que só agora sua vida sexual é satisfatória.
Em um trecho da matéria ela diz: 
"A única coisa que nunca conheci é a verdadeira intimidade com um homem. Queria muito ter essa experiência antes de morrer. Isso aconteceu com Richard. Me sinto totalmente segura com ele. Muitas vezes quando fazemos amor, eu o vejo como se fosse 30 anos atrás."

Supondo que Jane Fonda esteja falando sobre o fato de somente nesse casamento conseguir ter orgasmo, embora algumas pessoas achem absurdo que a essa altura do campeonato uma mulher fale publicamente sobre a sua própria dificuldade em chegar ao clímax numa relação sexual, isso é muito mais frequente de acontecer do que se possa imaginar.

Mas, vamos combinar, a dificuldade em ter orgasmo não é uma prerrogativa exclusiva das mulheres. Qualquer ser humano pode ter a chamada anorgasmia, que é a dificuldade para ter orgasmo ou mesmo não ter orgasmo.

Adão Iturrusgarai
Marie Claire - Amor e Sexo

Um estudo realizado em 2009 pelo departamento de psicologia da Universidade do Kansas, nos Estados Unidos mostrou que 25% dos 180 jovens entrevistados já tinham fingido gozar pelo menos uma vez na vida, conforme matéria de Juliana Vilas na revista Marie Claire (17/03/2010) intitulada Quando eles fingem - por que alguns homens têm hoje o hábito de simular um orgasmo. Segundo os coordenadores da pesquisa, "entre os aliados masculinos na interpretação do clímax, o mais comum é o uso do preservativo. Afinal poucas mulheres se dão ao trabalho de checar o conteúdo da camisinha assim que a transa termina". OK. Mas será que alguém ia lá checar, conferir, investigar se a camisinha tem ou não sêmen?
Segundo a enciclopédia livre, sêmen é o "fluido orgânico produzido pelos machos de muitas espécies animais para transportar os espermatozoides até o local de fertilização da fêmea". E é claro que essa definição está bem ultrapassada, uma vez que mulheres também podem ter sêmen e homens podem não tê-los. Como assim? Vejamos:

Homem grávido se separa da esposa


Cartunista Laerte anuncia que agora não é homem nem mulher
  
Léa T volta às passarelas após mudança de sexo
Novos tempos, novas configurações. E, voltando ao tal do orgasmo que foi onde começou a nossa conversa, o que eu acho o fim são os tantos manuais, cartilhas de auto-ajuda e passo-a-passo para 'chegar lá'. Também é terrível a 'ditadura do gozo', que acaba deixando as pessoas enlouquecidas em busca do prazer máximo sexual. Gozar é tudo de bom. Sozinha ou acompanhada. Mas não pode ser uma imposição na vida de ninguém.  

Diário Catarinense
Leia mais:
"A caçadora de orgasmo"
Os desafios do prazer
Não ter orgasmo é sinal de frigidez?
Orgasmo: como chegar lá, sozinha ou acompanhada
Homens também fingem orgasmos: entenda por que eles fazem isso
Todo mundo finge orgasmo
Homens também podem ter dificuldade de atingir o orgasmo

domingo, 1 de julho de 2012

Melhoras à atriz Sylvia Kristel



 
Na semana passada vi uma notícia, na verdade quase uma notinha perdida no jornal, sobre a atriz Sylvia Kristel, que ficou conhecida nos anos setenta por ter sido protagonista no filme erótico, Emmanuelle. 
A atriz sofreu um derrame cerebral na quinta-feira (28/06) e permanece hospitalizada em Amsterdã. Quem é da minha geração deve lembrar o furor que esse filme causou quando foi lançado. No Brasil, se não me falha a memória, precisava da carteira de identidade para comprovar ser maior de 18 anos para poder entrar no cinema. Considerado avançado demais para os padrões da época, o filme tornou-se um clássico.
Eu nem lembrava mais detalhes sobre o filme, já que vi à época em que começou a fazer sucesso no Brasil. No filme, uma modelo de nome Emmanuelle (vivida por Sylvia Kristel), vai de Paris a Bangcoc para encontrar o marido Jean (Daniel Sarky), um diplomata  que é também mais velho que ela. Ambos têm relações extraconjugais e Jean incentiva Emmanuelle a viver experiências eróticas, como até então ela nunca tinha vivido.  
Sylvia Kristel (Imagem: Google)
O filme é mesmo bem avançado para os padrões da época e inclui cenas de violência sexual, como estupro, relações sexuais entre mulheres, masturbação e, uma cena de pompoarismo, onde uma dançarina fuma um cigarro com a vagina. 
Fiquei com muita vontade de rever o filme. Fiquei imaginando o que deve ter sido, o tanto de confusão que causou e o que essa atriz deve ter vivido. Sexo explícito. Relacionamento aberto. Sexo entre mulheres. Não tenho lembranças da repercussão, era muito jovem e não guardei detalhes na memória. Melhoras à atriz Sylvia Kristel.
Sylvia Kristel (imagem: google)







Veja também:
Trilha sonora do filme Emanuelle
Folha de São Paulo